Skip to main
Human Rights

Declaração de direitos humanos e escravidão moderna

Leia a declaração dos direitos humanos

As políticas sobre escravidão e tráfico humano e a declaração da Unisys Corporation são revisadas a cada ano fiscal. Leia as declarações desses países:

Tratando todas as pessoas com respeito

A Unisys pretende agir como um empregador responsável globalmente, agindo de maneira justa em suas atividades trabalhistas e de emprego e a realizar negócios de maneira ética e sustentável para suas partes interessadas, incluindo associados, clientes, parceiros e por toda a cadeia de suprimentos.

Direitos trabalhistas e humanos

De acordo com os Princípios Orientadores da ONU sobre Negócios e Direitos Humanos, a Unisys Corporation, incluindo todas as suas subsidiárias mundiais ("Unisys") baseia seu compromisso com a política de direitos humanos na Carta de Direitos Internacionais e na Declaração da Organização Internacional do Trabalho sobre os Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho.  Este compromisso é reforçado por meio do Código global de ética e conduta nos negócios da Unisys, do Código de conduta de negócios do parceiro de negócios, da Declaração de posição de diversidade, equidade e inclusão e do Programa de diversidade de fornecedores validados pelo Conselho de Administração da Unisys, que engloba as políticas, as práticas e os procedimentos internos da Unisys, juntamente com o treinamento periódico de todos os associados.

Portanto, a Unisys proíbe o uso de toda e qualquer forma de trabalho infantil, forçado ou involuntário (conforme descrito em nossa declaração de escravidão moderna (abaixo)): todo emprego deve, de acordo com a lei local, ser escolhido livremente e cumprir as leis trabalhistas aplicáveis, incluindo salário apropriado, horas de trabalho razoáveis, remuneração, horas extras, benefícios, feriados remunerados. A Unisys ainda reconhece o direito à liberdade de associação e negociação coletiva para todos os associados.

Através dos programas internos da Unisys e por meio de representantes associados em determinadas jurisdições, a Unisys pretende alcançar comunicações abertas com associados globalmente em vários canais. Caso sejam identificadas ou informadas preocupações sobre a Unisys, elas serão investigadas e abordadas. Quando necessário, serão tomadas medidas corretivas.

Declaração sobre escravidão moderna e tráfico humano: Tratando todas as pessoas com respeito

A Unisys tem o prazer de apresentar nossa Declaração sobre escravidão moderna e tráfico humano para o ano fiscal de 1º de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2021. A Unisys opõe-se fortemente à escravidão e ao tráfico de pessoas e não apoiará ou conduzirá os negócios de forma intencional com qualquer organização envolvida nessas atividades.

Esta declaração abrange as ações que a Unisys tomou para garantir uma posição de tolerância zero em relação à escravidão moderna e ao tráfico de pessoas em qualquer parte dos negócios da Unisys ou em qualquer parte da cadeia de suprimentos da Unisys.

Com sede em Blue Bell, na Pensilvânia, a Unisys é uma empresa global de tecnologia da informação especializada no fornecimento de soluções focadas na indústria integradas com segurança de ponta para clientes do governo, serviços financeiros e mercados comerciais. As ofertas da Unisys incluem soluções de segurança, análises de dados avançadas, serviços de nuvem e infraestrutura e software de servidor de aplicativos. Fundada em 1816, a Unisys tem uma história orgulhosa de inovação para melhorar a vida das pessoas. A Unisys é uma empresa de capital aberto e está listada na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo comercial UIS.

Declaração sobre escravidão moderna e tráfico humano da Unisys

A Unisys respeita os direitos humanos individuais e exige que nossos parceiros de negócios façam o mesmo. Nós reconhecemos nossa responsabilidade em proteger os direitos humanos globalmente e em proporcionar um ambiente de trabalho justo e ético aos nossos associados. 

A Unisys não se envolve ou permite, tolera ou aceita o uso de trabalho infantil ou qualquer forma de escravidão e/ou tráfico humano por seus associados, parceiros de negócios, agentes ou outras entidades com quem a Unisys faz negócios.

Portanto, todas as formas de escravidão, tráfico de pessoas, trabalho forçado e trabalho infantil, conforme definidas pela lei aplicável, são proibidas nas operações da empresa, inclusive em nossa cadeia de suprimentos.  

Compromisso da Unisys

O compromisso da Unisys em tratar todas as pessoas com respeito e evitar a escravidão moderna e o tráfico de pessoas é reforçado pelas seguintes ações:

  • Declarações contra tráfico de pessoas, trabalho forçado e trabalho infantil, consistentes com esta declaração no  Código de ética e conduta empresarial da Unisys e no Código de conduta do parceiro de negócios. A conformidade com nosso Código de conduta do parceiro de negócios é um requisito de nosso acordo padrão com fornecedores, incluindo subcontratados.
  • Cumprimento de todas as leis trabalhistas locais e internacionais onde fazemos negócios e operamos.
  • Diligência prévia de seus potenciais parceiros de negócios existentes e futuros para analisar violações de tráfico humano existentes ou potenciais.
  • Uma linha de apoio de conformidade da Unisyspara nossos associados, parceiros de negócios e terceiros obterem orientação sobre possíveis problemas de ética ou para relatar quaisquer violações de ética. Os relatórios são tratados pelo departamento de conformidade e ética de forma confidencial e com o compromisso de proteger as partes que estejam fazendo denúncias contra represálias.
  • Os associados concluem treinamento anual obrigatório e recebem certificação de conformidade com nosso Código de ética e conduta empresarial.
  • Treinamento direcionado sobre riscos de tráfico de pessoas e comunicações de conscientização com todos os associados anualmente.

Em nossas operações de fabricação limitadas, a Unisys está comprometida em obter peças e suprimentos de empresas que compartilhem de nossos valores em relação a direitos humanos e práticas éticas. Nós avaliamos fornecedores de minerais de conflito e relatamos nossas avaliações em nosso  relatório de Minerais de conflito.

Image Decorator